Arquivo de 'Peças'



Como informado anteriormente, o elenco de ‘Nibbler’ gravou a musica que é cantada na peça, “When You are a Person“, escrita por Ken Urban.

A faixa foi lançada oficialmente pelo autor hoje, em seu site. Você pode comprar a musica por 1 dólar (ou mais, se desejar).

Escute:

Graças ao fotógrafo de ‘Nibbler’, Russ Rowland, novas fotos da peça estão disponíveis! Confira na galeria:

ELBR005.jpgELBR007.jpgELBR009.jpgELBR010.jpg
TEATRO > NIBBLER > IMAGENS OFICIAIS – HQ

No dia 27 de fevereiro aconteceu a estréia de ‘Nibbler‘ e após a apresentação, o elenco e equipe da peça se reuniram no restaurante The Crooked Knife para comemorarem.

Foi liberada uma foto de Elizabeth na festa, confira:

ELBR001.jpgELBR001.jpgELBR001.jpgELBR001.jpg
EVENTOS E PREMIAÇÕES > 2017 > 27.02 – ESTRÉIA DE ‘NIBBLER’

A estréia de ‘Nibbler‘ aconteceu ontem e hoje a peça recebeu sua primeira crítica, onde Elizabeth recebe elogios. Leia:

Fazer a transição da graduação do ensino médio para a idade adulta pode ser um desafio, especialmente para os adolescentes que ainda não se encontraram. ‘Nibbler’ de Ken Urban, uma produção de estréia mundial pelo ‘The Amoralists’ no Rattlestick Playwrights Theatre, dá um olhar engraçado e “sujo” para as dores de crescimento de um grupo de cinco amigos não tão maduros em uma ficção científica sobre amadurecimento. Paródia que leva licenças artísticas liberais com lembranças desencadeadas pela música e e antiguidades a partir dessa idade e tempo fundamentais.

Situado em Medford, Nova Jersey, na maior parte no verão de 1992, Urban aproveita a tradição de criaturas míticas assustadoras supostamente habitarem Pine Barrens (por exemplo, a lenda do Diabo de Jersey), quando o estrangeiro homônimo leva um pedaço de quatro dos amigos, um por um, mudando instantaneamente cada um deles. Dirigido por Benjamin Kamine, a fantasia muitas vezes se estende para o bruto e gratuito (eles não se chamam de “Amoralistas” sem motivo!), quando os jovens personagens exploraram o sexo e a boca suja, drogas e álcool, para uma trilha sonora de hits de rock da época. Eles tomam as más decisões habituais, mas sob todos os seus excessos físicos, eles lutam com alguns problemas sérios, muitos dos quais são revelados quando eles repetidamente jogam “verdade ou consequência” – apenas para rir infantilmente de si mesmos e uns aos outros por serem “sinceros pra caralho”.

O envolvente elenco de atores emergentes fazem plenamente os papéis, capturando com êxito o espírito juvenil dos personagens, personalidades distintivas e agitação interior com diálogo rápido e burlesques reconhecíveis de comportamento adolescente. Rachel Franco como Tara, Spencer Davis Milford como Matt, e Sean Patrick Monahan como Pete todos oferecem indícios iniciais inegáveis de quem eles são e o que eles vão se transformar em após seu encontro com o Nibbler. Elizabeth Lail se destaca como Hayley, a linda do ensino médio com uma propensão para roupas finas e conversas sexuais inventadas; Sua entrega é clara e seu desenvolvimento pós-Nibbler é absolutamente hilariante. E James Kautz como Adam oferece uma combinação de fermento, sofrimento, sensibilidade e nostalgia, enquanto ele lembra de sua velha gangue e revisita os momentos que passaram juntos. Completando o conjunto é Matthew Lawler como o oficial Dan, que resume o resultado final de escolhas ruins, fixações adolescentes e a incapacidade de avançar para a maturidade, servindo assim como um despertador para os adolescentes (e, por extensão, para o público). Juntos, o grupo nos mostra, em ações, palavras e em seu desempenho da canção original de Urban, os “altos” e baixos de “Como é ser Pessoa”.

O design cênico de Anshuman Bhatia, com adereços de Zach Serafin, engloba o jantar vintage, madeiras escuras e casas familiares onde os amigos ficam, com projeções visuais que definem o local e as datas. O som de Christian Frederickson e a iluminação de Christina Watanabe distinguem entre os locais normais do dia-a-dia e a assustadora chegada do misterioso alienígena, trazido à vida pelo estilista Stefano Brancato. Lux Haac fornece trajes apropriados à idade e ao personagem, desde os tee-shirts de rock-band dos rapazes até as pérolas de bom gosto da Hayley.

Enquanto várias das cenas mais impuras provocaram um coletivo alto “ewwww” da platéia (e eu!), se você gosta de humor atrevido, obscenidades explícitas, nudez completa e situações sexuais juvenis, Nibbler irá mantê-lo descontroladamente entretido por seu valor de choque exagerado e, em seguida, tocado pelo tema subjacente de enfrentar a estrada pela frente, deixando o passado para trás, crescendo e se tornando a pessoa dentro de você, como todos nós devemos fazer eventualmente.

Duração: 95 minutos, sem intervalo.

Via

Tradução e adaptação por Elizabeth Lail Brasil – Não reproduza sem os créditos!

Hoje é a estréia de ‘Nibbler‘ no Rattlestick Playwrights Theater onde Elizabeth poderá ser vista interpretando Hayley até o dia 18 de março. Assim, foi liberada a primeira imagem oficial da peça, onde vemos todos os atores principais caracterizados.

Veja:

ELBR001.jpgELBR001.jpgELBR001.jpgELBR001.jpg
TEATRO > NIBBLER > IMAGENS OFICIAIS – HQ
 

A cena da imagem é a última da peça, onde o elenco canta uma musica.
Esperamos que mais fotos (e críticas) sejam liberadas nos próximos dias.

Atualizado::

O BroadwayWorld divulgou novas imagens da peça, confira:

ELBR001.jpgELBR002.jpgELBR001.jpgELBR002.jpg
TEATRO > NIBBLER > IMAGENS OFICIAIS – MQ

123