Elizabeth Lail Brasil



 
FOTOS: Elizabeth vai ao jantar da marca Saloni

FOTOS: Elizabeth vai ao jantar da marca Saloni

A marca de roupas femininas Saloni organizou ontem (03) um jantar em comemoração as festas de final de ano na Waverly Inn, em Nova York e Elizabeth foi uma das convidadas.

Veja as imagens na galeria:

ELBR001.jpgELBR002.jpgELBR008.jpgELBR003.jpg
74687636_1784092841726810_1181401626310627030_n.jpg75259586_154943369135121_6540226639603226972_n.jpgminminmadotcom_79271304_428549681427470_7774784819065696449_n_mp40002.png75602183_174590810404814_106047124868291498_n.jpg

“Quando vi esse vestido, logo pensei nas bolas de disco, na era dos anos 70, incrível”, disse Lail. “Então, eu queria vir toda no estilo do tema, mas minha equipe de cabelos e maquiagem não queriam que eu ficasse muito característica. Eles me disseram para manter o look chique, então espero que eu esteja um pouco dos dois. ”

Citação via Vogue.

Elizabeth para a Bare Magazine

Elizabeth para a Bare Magazine

Dizer que Elizabeth Lail é uma ‘alma antiga’ realmente não faz justiça a ela, embora a atriz de 27 anos, nascida no Texas, continue sendo escalada em thrillers psicológicos (veja: YOU e Countdown), o que faz você se perguntar se ela sabedoria e maturidade sobrenaturais não são o que os diretores de elenco estão percebendo quando ela faz os testes. Enquanto ela ri livremente, assiste compulsivamente a Friends e ainda tem o tipo de pele jovem que requer pouco mais que protetor labial, seu profundo conhecimento de seu ofício, compostura e percepção da natureza humana trai completamente sua idade. A Bare Magazine conversou com Elizabeth na cidade de Nova York, onde seu mais recente suspense psicológico, Unintended, teve sua estréia.

ELBR001.jpgELBR002.jpgELBR003.jpgELBR004.jpg
ELBR005.jpgELBR006.jpgELBR007.jpgELBR008.jpg

Por que você acha que continua sendo escalada para suspense psicológico?

O que há comigo? Eu sou tão fácil de matar! O problema é que você nunca é escalado da maneira que pensa que será escalado. Mas eu tenho uma estética de garota  comum e um pouco de escuridão e tristeza por dentro. Não é um lugar em que habito todos os dias, mas definitivamente me ajuda a me conectar com esses personagens.

 O que te atraiu a atuar?

Atuar me escolheu. Foi catártico. Quando eu era mais nova, sempre tentava ser a boa garota. Mas sempre que eu estava em uma peça ou em uma sala de cinema, descobri que era capaz de sentir toda a gama de minhas emoções. Quando eu tinha 12 anos, minha mãe me forçou a fazer um teste para uma peça em um teatro comunitário. Ela falou, “Eu sei que você vai gostar disso.” Ela estava certa. Eu participei de um programa de verão na University of North Caroline School of the Arts quando tinha 15 anos e isso mudou a minha vida. Eu estava cercada por artistas. Eu encontrei meu povo! Depois disso, fui para a UNCSA para o ensino médio e a faculdade.

Continue lendo “Elizabeth para a Bare Magazine”