Elizabeth Lail Brasil

 

Elizabeth em entrevista ao JustAboutTV[.]fr

Via;
Tradução e adaptação por Elisa – Equipe ELBR;

Nós a vimos pela primeira vez em Once Upon a Time na quarta temporada, você interpretou a irmã de Elsa, a Anna. Quais são as boas lembranças que você mantém da série?
Foi tão mágico. Foi o meu primeiro emprego, então senti que havia morrido e cheguei ao céu. Mas mais do que tudo, aprecio as pessoas que conheci durante as filmagens.

Os criadores do Once Upon a Time convidaram você para interpretar Amy Hughes em Dead of Summer. Você encontrou Elizabeth Mitchell (com quem também atuou em Once Upon a Time). Você pode nos dizer sobre isso?
Eu amo Elizabeth Mitchell. Eu aproveitei a oportunidade para trabalhar com ela novamente e, claro, com Adam e Eddie (os criadores do Once Upon A Time). Eu tive um tempo tão bom em Once Upon A Time que eu sabia que queria continuar trabalhando com essas pessoas. Eu sou muito grata que eles viram algo em mim.

Continue lendo “Elizabeth em entrevista ao JustAboutTV[.]fr”

Elizabeth concede entrevista ao Women[.]es

Via;
Tradução e adaptação por Elisa – Equipe ELBR;

Seu personagem desperta tanta simpatia quanto antipatia. O que te inspira?

Beck, eu gosto dela. A verdade é que é muito comum que algumas pessoas a considerem mal colocada; outros, por outro lado, entendem suas imperfeições, que consideram normais. Acredito que os erros são humanos e compatíveis com ser, além disso, uma mulher simpática e inteligente, e ter bons relacionamentos emocionais e outros que não lhe convêm. Essas coisas realmente acontecem na vida. Eu acho que sua personalidade é credível e dá confiança porque é autêntica, tem muita verdade.

Outro debate curioso sobre a série: certas pessoas sentem mais afinidade por Joe, o stalker, do que por sua vítima; Eles até te acham atraente. É algo procurado pela ficção ou um sintoma de machismo?

Eu acho que os criadores e roteiristas sabiam que isso iria acontecer, eles são os que desenham cada um dos personagens e quem determina quem será o herói da história. E, também, eles esperam que as pessoas se perguntem por que eles apoiam um assassino e um psicopata. Eu acho que eles queriam gerar debate e estão conseguindo.

Continue lendo “Elizabeth concede entrevista ao Women[.]es”

FOTOS E VÍDEOS: Elizabeth no show de Kathryn Gallagher

Além de atriz, Kathryn Gallagher também é cantora e por isso faz shows, cantando músicas próprias e covers. Em seu último show, que aconteceu ontem (28) no W Hotel em Nova York, Elizabeth foi prestigiar a amiga, junto de Nicole Kang.

Algumas fotos Elizabeth estão disponíveis, veja na galeria:

ELBR003.jpgELBR002.jpgELBR004.jpgELBR005.jpg
Candids > 2019 > 28/01 – No show de Kathryn Gallagher no W Hotel, NYC
rd8JgtnB.jpg49858165_403280007093596_2287472905999814987_n.jpgrd8JgtnB.jpg49858165_403280007093596_2287472905999814987_n.jpg
Variadas | Various > Fotos com fãs

Huge thanks to Ally sharing sending me her pictures! 

Elizabeth aproveitou também para compartilhar em suas histórias do Instagram alguns vídeos de Kathryn cantando:

Imagista: Elizabeth em nova entrevista e sessão de fotos!

Elizabeth foi entrevistada pelo Imagista, onde também participou de uma nova sessão de fotos, onde ela fala sobre YOU e o sucesso da série após entrar na Netflix. Leia a entrevista abaixo e veja as fotos na galeria:

ELBR002.jpgELBR003.jpgELBR005.jpgELBR001.jpg
Ensaios Fotográficos | Photo Sessions > Photoshoots > 2019 > Imagista – HQ

Via;
 Tradução e adaptação por Elisa – Equipe Elizabeth Lail Brasil;

Parece que todo mundo têm falado sobre a série YOU. A série, que foi distribuída pela Netflix, tem sido o grande burburinho nas mídias sociais recentemente. O enredo controverso da série destaca uma verdade que muitas mulheres enfrentaram e é exatamente por isso que é tão importante não apenas assistir, mas falar sobre isso.

Nós da IMAGISTA conversamos com a talentosa Elizabeth Lail sobre não apenas seu papel em YOU, mas também sobre como ela entrou nesse negócio às vezes louco, em primeiro lugar.

Imagista: De onde você é?
Elizabeth Lail: Eu sou de Asheboro, Carolina do Norte.

Imagista: Onde você mora atualmente?
Elizabeth Lail: Eu moro em NYC.

Imagista: Como você começou a atuar?
Elizabeth Lail: Quando penso na minha infância, percebo que estava sempre atuando. É como eu passei o meu tempo, perdendo-me na minha imaginação. Minha mãe sempre me incentivou a experimentar tudo pelo menos uma vez. Então ela basicamente me forçou a encarar meu medo e tentar uma produção teatral comunitária de Seven Brides for Seven Brothers. Meu papel era o menor de todos, mas minha mãe realmente sabia o que era melhor pra mim. Atuar foi a única atividade depois da escola que eu nunca parei de fazer.

Imagista: Como artista, quem ou o que mais te inspira?

Elizabeth Lail: Inspiração para mim realmente vem por vontade própria. Eu posso estar no metrô assistindo a um casal brigar ou em um museu olhando para um retrato e eu simpatizo com algum tipo de verdade nesses pequenos momentos. Vislumbres da humanidade. Eu os coleciono na esperança de que eles encontrem o caminho para o meu trabalho.

Imagista: Você tem recebido tanta atenção por seu papel na série YOU, como você pode mantém os pés no chão com todo esse sucesso?

Elizabeth Lail: Eu faço questão de celebrar o sucesso, penso muito em gratidão e, em seguida, meio que sigo em frente.

Imagista: Você está atualmente na série YOU, que se tornou um grande sucesso desde que entrou para a Netflix, você pode compartilhar conosco como tem sido essa experiência?

Elizabeth Lail: Tem sido muito emocionante saber que está sendo assistido por um público tão grande e internacional. A Netflix realmente mudou o a televisão e o apoio deles com série foi incrível. Os fãs da série são muito gentis e criam todo tipo de conversas interessantes sobre os diferentes temas da série.

Imagista: Você sente que compartilha alguma semelhança com sua personagem Genevieve Beck?

Elizabeth Lail: Sim e não. Somos ambas artistas lutando para virarem adultas. Eu, claro, tenho uma empatia enorme por suas lutas particulares porque passei muito tempo com sua história. Eu sei o que é sentir como se você não pudesse amar ou ser amada. Felizmente, estou um pouco mais à frente em minha jornada para o amor próprio do que Beck está. Eu também tenho um grupo incrível de amigos ao meu redor, e essa é uma das nossas maiores diferenças. Ah, e eu não estou em um relacionamento tóxico com um stalker/assassino. Graças a Deus!