Elizabeth Lail Brasil

 

Elizabeth fala sobre YOU com o Collider

Durante esta entrevista com a Collider, os co-stars Penn Badgley e Elizabeth Lail falaram sobre como YOU não era nada que eles já tivessem lido, o quão assustadora e perturbadora é a premissa da série, o que os deixou mais nervosos, se os espectadores deveriam torcer para Joe e Beck ficarem juntos, por que colocar muito sobre você on-line pode ser uma coisa assustadora, os desafios de estabelecer uma conexão real e genuína com alguém e como eles mal podem esperar para ver como os fãs reagirão ao longo da temporada.

Elizabeth, quando essa oportunidade chegou até você e você descobriu do que se tratava, você reagiu tipo “Isso parece loucura, eu não tenho certeza sobre isso”, ou foi, “Isso soa como nada que eu li, por favor me contrata”?

Definitivamente não era nada como eu tinha lido. Quando você lê o roteiro pela primeira vez, há muito monólogo interno do Joe, o que, no começo, fiquei nervosa. Pensava, “Eles vão conseguir fazer isso?” Ouvir os pensamentos de alguém resultar em várias coisas. Mas então, o que mais me emocionou quando vi os primeiros dois episódios foi o modo como eles conseguiram tornar a escuta de seu diálogo interno tão perfeita.

Você sabia, desde o início, que você também teria um pouco de fala interna?

Não. Realmente não fazia ideia. Eu sabia que Beck seria mais do que apenas um filme que ele assiste. Eu sabia que íamos aprender mais sobre ela, o quei inevitavelmente tem que acontecer, se você está perseguindo alguém, e eu esperava que houvessem surpresas. Eu sabia que ela teria muito o que fazer.

Todo o conceito é um pouco assustador e arrepiante, e também é um pouco assustador que ele esteja realmente se intrometendo na vida dela, de uma forma que ela é totalmente inconsciente.

É nojento. É absolutamente nojento. É a pior situação possível, se você conhecesse alguém e ele metesse tanto assim. Assisti recentemente Unsane, o filme de Steven Soderbergh, e ela sabe que está sendo perseguida, o que causa ansiedade, mas Beck não sabe. Ela não experimentaria essa ansiedade até que ela potencialmente descobrisse.

Continue lendo “Elizabeth fala sobre YOU com o Collider”

Elizabeth fala sobre roupas que usará no outono com a Who What Wear

QUEM: Elizabeth Lail (@elizaboon)

O QUE: A Lifetime sabe algumas coisas sobre como construir um thriller e a emissora tem um exemplo emocionante em suas mãos nesta temporada com a nova série YOU, uma história sobre um gerente de livraria, interpretada por Penn Badgley, de Gossip Girl, cuja obsessão por uma aspirante a escritora toma um rumo sinistro. Embora seja difícil não se encantar com o sorriso diabólico de Badgley, vimos uma estrela em ascensão também estrelando a série, Elizabeth Lail. Com apenas dois episódios, já podemos confirmar que sua performance é assustadoramente boa.

O público vai amar YOU porque… “É como um bom livro que você não consegue largar.”

O traço mais surpreendente que minha personagem Guinevere Beck e eu compartilhamos é… “Nós duas usamos roupas e sapatos até que eles estejam caindo aos pedaços. E nós duas choramos no banheiro.”

Continue lendo “Elizabeth fala sobre roupas que usará no outono com a Who What Wear”

Elizabeth fala sobre YOU com o HollywoodLife

O HollywoodLife se encontrou EXCLUSIVAMENTE com Elizabeth antes da estréia para falar sobre a série e conversas importantes que envolvem o a trama . Ela revelou que vamos ver o lado de Beck em algum momento da série, o que é importante porque o livro é inteiramente do ponto de vista de Joe. Além disso, ela explica por que você não deveria julgar Beck.

Essa série explora o impacto das redes sociais e como estamos acessíveis com elas. Isso mudou sua percepção das redes?

Sabe, o esperado seria que sim. Mas não. Eu não gosto de viver com medo. Eu sou naturalmente uma pessoa fácil de lidar. As redes sociais são algo com o qual eu não uso muito de qualquer maneira. Eu não sinto que estou dando muito de mim ou que vai ser uma parte da minha vida para sempre. Eu não sou apegada e isso continua o mesmo.

Qual foi sua primeira impressão do relacionamento de Joe e Beck?

Bem, eu entendi porque Beck estava atraída por ele, e isso me frustrou porque eu pensei que em outro mundo eles seriam realmente bons um para o outro.

Continue lendo “Elizabeth fala sobre YOU com o HollywoodLife”

Elizabeth concede entrevista ao Decider

Elizabeth concede entrevista ao Decider

Prepare-se para ficar obcecado por Elizabeth Lail. Espero que não seja tão obcecado quanto o Joe de  Penn Badgley por sua personagem Beck na nova série da Lifetime, YOU, mas você sabe, somente como apreciação saudável por ela como atriz.

Lail estrelas YOU, que certamente te deixará viciado já o drama também tem elementos de um thriller, uma comédia e um romance tudo misturado em uma série viciante viciante de uma hora de duração. E enquanto Badgley está diferente do você já ter visto ele antes, e Peach, de Shay Mitchell, é a amiga que você vai amar odiar, Lail é a grande estrela do grupo. Então, quando ela passou pelos escritórios da Decider essa semana, perguntamos a ela tudo sobre como se relacionar com seus novos colegas de trabalho, o que ela estava lendo na locação da livraria usada com frequência na série e por que ela apoia de sexo da série.

Qual foi sua primeira impressão da série e levou um tempo para entender tom dela, porque é muito diferente de praticamente tudo.

É muito diferente. Especialmente o aspecto da narração, quando você está lendo o roteiro que é a primeira coisa que você percebe, não é como nenhum roteiro que você recebe. No começo eu estava tipo, isso vai ser difícil, difícil de ser feito. Mas fiquei realmente intrigada ao ouvir todos os pensamentos de [Joe]. Adiciona outro elemento que você nem sempre consegue. É claro que acrescenta aquele elemento assustador, que é estranhamente atraente para alguns de nós.

Eu tinha lido apenas o primeiro episódio e depois li o livro. E lembro que enquanto lia [o livro], continuava a me surpreender. Eu ficava tipo whoa, eu não sabia que isso chegaria nisso. Continuou me surpreendendo, então essa foi minha primeira experiência com tudo isso.

Foi difícil para você interpretar Beck como sendo inocente e ingênua, mas também por você saber, como Elizabeth, o que estava acontecendo com os outros personagens?

Bem, eu não gosto de pensar nela como tão inocente e ingênua, porque se ela é, então todos nós somos até certo ponto. Tipo, a menos que você pense no pior caso, estamos todos em nossos computadores, estamos todos conectados ao mundo exterior e dando a eles muito de nós mesmos sem nossa permissão técnica. Mas honestamente não foi tão difícil, porque eu só tenho que estar em meu próprio mundinho, e a câmera estava sempre na rua enquanto eu estava no apartamento. Então é como fingir. E você tem menos gente da equipe ao seu redor, então parece um pouco mais real. Mas eu gostei disso. Acho que isso tornou a experiência para mim menos estressante. O que Penn está tendo que enfrentar, interpretando esse cara realmente horrível que está fazendo coisas realmente repugnantes, às vezes como um ator que é difícil de internalizar. Você fica tipo, o que estou fazendo, por que estou fazendo isso, todos os dias da minha vida. E para mim, eu estava em um drama romântico pela a maior parte da série.

Continue lendo “Elizabeth concede entrevista ao Decider”