elizabeth lail brasil
- elizabethlailbrasil.com -
ELBR009.jpg

Como noticiado no dia 19 deste mês, Elizabeth entrou para o elenco do reboot de Gossip Girl, que será exibida pela HBO Max. O nome reboot pode ser um pouco errôneo, já que está mais para uma extensão da antiga série da CW, visto que nenhum personagem será reprisado e sim apenas a história será continuada com um novo elenco e novos personagens.

Hoje (25), quem resolveu nos presentear foi Elizabeth, que foi fotografada pela primeira vez no set da série. Seguindo os protocolos de prevenção à Covid-19, ela usava máscara e proteção facial de acrílico. Ainda não se sabe oficialmente qual será a sua personagem, mas alguns fãs suspeitam que seja a irmã de algum dos alunos da Constance, possivelmente a irmã de Audrey Hope, interpretada pela Emily Alyn Lind. Clique na imagem ao lado e confira todas as fotos na galeria.

ATUALIZADO: 
Mais tarde no mesmo dia, Elizabeth foi vista caracterizada. Veja as fotos clicando aqui

Tags: Projetos, Reboot GG, TV

Os próximos meses serão super corridos para Elizabeth, que teve dois novos projetos anunciados hoje: O filme “Mack and Rita” e o reboot de Gossip Girl. Saiba mais:

Mack and Rita

A comédia-romântica indie está sendo divulgada como tendo o espírito de “Quero ser Grande” (1988). Mackenzie Martin, interpretada por Elizabeth, está cansada de fazer todas as coisas que ela tem que fazer para se manter e progredir aos 30 anos. Desde menina, criada por sua vovó Martin, seu desejo mais profundo têm sido ser exatamente como sua avó, confortável em sua própria pele, ótima em dizer “não” e amplamente sem ligar pelo que as outras pessoas pensam dela. Sem mencionar que Mack sempre amou um bom suéter e estar na cama às 20h. Enquanto estava na despedida de solteira de sua melhor amiga em Palm Springs, Mack encontra em um podcast de regressão para hora do banho e se torna uma mulher de 70 anos, que ela coloca o nome de tia Rita. Mas a transformação de Mack realmente não tem nada a ver com seu corpo exterior e ela aprende que a realidade da velhice não é bem o que ela imaginou. Acontece que estar confortável em sua própria pele não é um dado aos 70, ou qualquer idade, realmente, porque a auto aceitação vem de dentro e somente através da vida real.

Diane Keaton estrela como Rita, e a estrela de Ma Rainey Black Bottom, Taylour Paige, é Carla, que é a melhor amiga de Rita como a jovem Rita.

Reboot de Gossip Girl

Como a série original, a Gossip Girl, escrita e exibida por Josh Safran, é baseada no livro de Cecily von Ziegesar. A tagline: Oito anos depois que o site original foi desativado, uma nova geração de adolescentes de escolas particulares de Nova York é apresentada à vigilância social de Gossip Girl. A série de prestígio abordará o quanto a mídia social – e a própria paisagem de Nova York – mudou nos anos seguintes.

Lail se junta a um elenco no reboot que inclui Jordan Alexander, Julien Calloway, Whitney Peak, Thomas Doherty, Evan Mock, Eli Brown, Tavi Gevinson, Emily Alyn Lind, Zion Moreno e Savannah Lee Smith, entre outros. A personagem de Elizabeth não foi confirmada, já que ela faz parte do ensamble.

Via

Tags: Filme, Mack and Rita, Projetos, Reboot GG, TV

Elizabeth Lail fala da vida após “YOU” e sua visão para o que está por vir

 

ELBR001.pngElizabeth Lail é equilibrada, calorosa e carinhosa. Quando YOU foi lançada na Netflix em 2019, a atriz de 28 anos não poderia ter previsto o enorme impacto que a série teria sobre os espectadores e sua carreira. Embora ela estivesse convencida de que “alguém deveria ver isso” e esperançosa de que ela contasse uma história que tocasse as pessoas. Cheia de gratidão por qualquer sucesso que encontre em seu caminho, ela está sempre pronta para ser desafiada. Elizabeth sentou-se de Chicago para uma conversa no Zoom comigo – ela se abriu sobre como encontrar seu jeito de atuar, lidar com os holofotes e ir aos seus próximos objetivos.

Após uma ligação inesperada, Elizabeth retoma a conversa de onde paramos. Na época, a atriz tinha acabado de chegar a Illinois para continuar a filmar um projeto ultrassecreto que estava fazendo em março, antes que a produção fosse parada. “Estou muito grata por termos uma segunda chance de concluí-lo, porque muitas séries não estão recebendo o mesmo presente”, diz ela. Embora “tenha sido melhor do que nunca” para Elizabeth voltar ao trabalho, ela destaca um dos aspectos positivos de estar em Nova York sob confinamento. “Isso causou essa onda de criatividade. Os restaurantes criaram essas belas áreas para refeições ao ar livre na rua e, claro, todos estavam aplaudindo os trabalhadores essenciais às 19h – essas pequenas coisas são a magia de Nova York, mesmo sob estresse.”

ELBR010.jpgNascida no Texas e criada na Carolina do Norte, Elizabeth lembra que Nova York era seu sonho de adolescente, pois ela queria seguir suas aspirações teatrais. “Eu estava na banda marcial e íamos para Nova York e Chicago para viagens. Eu queria morar aqui e é mais perto da família. Agora tenho medo de que, se algum dia eu for embora, talvez não volte mais. É uma cidade difícil, mas é tão inspiradora”. Vinda de uma pequena cidade onde os atores são raros, ela se sente “extremamente sortuda”. Depois de experimentar todos os esportes e atividades extracurriculares, Elizabeth começou a fazer teatro e conheceu uma de suas melhores amigas. “Tínhamos uns 14 anos, e ela e eu decidimos juntas que seríamos atrizes – ter alguém fazendo a jornada comigo é o que realmente selou isso para mim”, explica ela. Em seu primeiro trabalho na televisão, Elizabeth foi escalada para o papel de Anna de Frozen na série da ABC, Once Upon A Time. “Eu morri e fui para o céu ali mesmo, nunca experimentei tanta alegria explosiva em minha vida”, diz ela, com um sorriso. “Eu estava muito nervosa, senti que ainda tinha algo a provar. Ao contrário que agora vejo muito mais como uma colaboração. E o que é engraçado é que consigo perceber que estou mais confortável conforme os episódios vão passando.”

O papel principal de Elizabeth como Guinevere Beck na primeira temporada da série de suspense de sucesso da Netflix, YOU, marcou outra virada em sua carreira. Baseado no romance homônimo de Caroline Kepnes, a série se tornou um sucesso viral para a plataforma de streaming. “É incrível ter fãs e pessoas assistindo seu trabalho em todo o mundo”, Elizabeth começa. “O que é maravilhoso é que quando você está fazendo uma série, você realmente não sabe se alguém vai assistir.” Com essa mentalidade, ela mergulhou fundo em seu personagem – uma estudante de graduação da NYU e aspirante a escritora que eventualmente se torna o interesse amoroso de Joe, interpretado por Penn Badgley. “Dentro da atuação, é sempre vulnerável. Todo o meu trabalho é remover a máscara do ego – você quer pegar seu coração e colocá-lo lá para que as pessoas vejam”. Ela explica que queria ter certeza de que sua personagem iria ser além de “apenas” a garota. “O que estou percebendo agora é que muitas vezes as pessoas são magoadas por seus parceiros, então acho que a história tem alguns pontos importantes nesse sentido. Espero que as meninas estejam sendo cuidadosas e não dependendo da mídia social para defini-las e/ou atrair seus parceiros.”

ELBR004.jpgEnquanto o destino de Beck parecia selado no final da 1ª temporada, a atriz voltou para fazer uma aparição especial na 2ª temporada. “É emocionante a série estar indo tão bem e continuando. Me sinto muito grata por ter feito parte dessa primeira temporada, porque estabelecemos a base para que ela continue florescendo.” Sobre a era pós-YOU e a repentina atenção que ela recebeu, a atriz compartilha, rindo: “Quando eu estava voando para Chicago, alguém estava assistindo [YOU] no avião e eu estava rindo para mim mesma pensando, ‘Oh, sou eu’. Eu sou reconhecida, mas na maioria das vezes as pessoas ficam tipo,’ Você se parece tanto com aquela garota daquela série’. Eu fui na Itália há alguns anos, e alguém disse meu nome e eu fiquei tipo,’ Alguém aqui sabe quem eu sou?” É engraçado. Você nunca sabe.” Apesar de sua popularidade crescente, Elizabeth consegue manter sua privacidade. “Eu admiro tantas pessoas que pegaram [as redes sociais] e foram capazes de criar algo. Eu não fui capaz de fazer isso e, na maioria das vezes, tento não fazer. Tirei do meu telefone porque simplesmente não consigo me controlar.”

“Eu ainda faço testes para quase todos os meus papéis,” ElizabethELBR007.jpg acrescenta. “Você não pode ter um ego grande. Você tem que voltar ao básico todas as vezes, não importa quem você seja, eu acho”. Refletindo sobre sua evolução, ela olha para frente e reconhece que cada trabalho é um novo começo e fase. “Tenho certeza de que vai ser uma montanha russa durante toda a minha vida. Vou apenas fazer o melhor que posso e continuar aparecendo e aprendendo com cada desafio”. Assistir a grandes filmes e peças é o que a inspira. “Acabei de assistir ao filme francês Portrait of a Lady on Fire no avião. E não consigo parar de pensar nisso, esse é o poder de um filme. Eu queria fazer parte dele.” Sobre o que ela mais gosta na atuação, Elizabeth diz que está interessada em explorar a condição humana e criar mais empatia no mundo. “Eu não sei o que isso diz sobre mim, [mas] eu chorava ao assistir filmes ou [ver teatro com meus pais].” Nesse sentido, ela confessa que adoraria interpretar um personagem histórico, em oposição a uma criação completa de uma pessoa inteira. “Muitos dos grandes papéis já foram escolhidos e feitos tão bem”, ela ri. “Não sei, veremos… O melhor da história é que a vida das pessoas continua fascinante e interessante. Em 10 anos, pode haver uma história que aconteça nos tempos de hoje, quem sabe.” Embora Elizabeth ainda não tenha permissão para falar mais sobre seu próximo projeto, ela conclui: “É cheio de coração e alma. Espero que chegue ao mundo e possamos fazer algo incrível.” – Via

Tags: Ensaios, Photoshoot

Ontem à noite, o Asheboro/Randolph Chamber of Commerce Award Show de 2020 foi transmitido, produzido pela Rhino Leap e apresentado por Elizabeth. Tudo começou com uma ligação por Zoom, onde um comitê decidiu fazer o prêmio desse ano no estilo late night com a ajuda de Elizabeth, mas eles tinham que encontrá-la primeiro. Então Patrick Osteen, um dos produtores, foi a todos os lugares que ele sabia que poderia encontrá-la: a casa dos pais dela (eles até fazem uma participação!), seu antigo colégio, sua antiga universidade e lá finalmente acaba descobrindo que, sendo uma atriz, estava morando em Manhattan! É claro que tudo não passava de uma brincadeira, a ideia era mostrar que Elizabeth realmente era da cidade e viveu a vida toda lá. Devido a pandemia, a premiação foi pré-gravada. Elizabeth conversou com cada vencedor e fez algumas perguntas. Os vencedores deste ano foram: McKenzie Real State, WZOO-WKXR Radio, Venture Asheboro, Kevin Fair, Dave Craven, Ann Hoover & Elbert Lassiter, Angie Orth.

Tags: Premiações, Video