51508311_301245500584761_3443572033763190168_n.jpg
51356817_623950711378460_8530540118150349309_n.jpg
52682541_2484945918243663_1121877489581293568_o.jpg
ELBR011.jpg
ELBR012.jpg
ELBR010.jpg
GALERIA ATUALIZADA DIARIAMENTE! Mais fotos
30
jan 2019
Entrevista  •  By  •  0 Comments

Via;
Tradução e adaptação por Elisa – Equipe ELBR;

Nós a vimos pela primeira vez em Once Upon a Time na quarta temporada, você interpretou a irmã de Elsa, a Anna. Quais são as boas lembranças que você mantém da série?
Foi tão mágico. Foi o meu primeiro emprego, então senti que havia morrido e cheguei ao céu. Mas mais do que tudo, aprecio as pessoas que conheci durante as filmagens.

Os criadores do Once Upon a Time convidaram você para interpretar Amy Hughes em Dead of Summer. Você encontrou Elizabeth Mitchell (com quem também atuou em Once Upon a Time). Você pode nos dizer sobre isso?
Eu amo Elizabeth Mitchell. Eu aproveitei a oportunidade para trabalhar com ela novamente e, claro, com Adam e Eddie (os criadores do Once Upon A Time). Eu tive um tempo tão bom em Once Upon A Time que eu sabia que queria continuar trabalhando com essas pessoas. Eu sou muito grata que eles viram algo em mim.

Dois anos depois… YOU. Como você chegou ao projeto e o que fez você querer fazê-lo?
Eu fiz o teste, como teria feito para qualquer outro papel. E quanto mais eu fui no processo de elenco, mais eu senti que o papel de Beck realmente me correspondia e a química com Penn (Badgley, intérprete de Joe) era real. Já faz um tempo desde que eu queria trabalhar com os criadores da série, eu gosto do fato de que metade deles são mulheres.

YOU vem de um livro. Você leu?
Eu li o livro entre as audições. É uma coisa boa que eu li porque eu realmente não percebi o que estava fazendo até terminar.

A série é cheia de reviravoltas, há diferentes pontos de vista… Foi difícil acompanhar o clima do seu personagem?
O que foi difícil foi que Beck realmente não sabe quem ela é, ela está um pouco perdida. Como resultado, ela se comporta de maneira diferente dependendo de quem é. Eu tentei encontrar a verdade dela, cavar sobre a personalidade dela enquanto me lembrava de sua tendência de usar mecanismos de enfrentamento.

Beck é de fato uma personagem emocionalmente complexa. Foi um desafio psicológico interpretá-la? Esse papel tirou você da sua zona de conforto?
Interpretar Beck faz você se sentir em uma luta perpétua. É como se ela carregasse o peso do mundo em seus ombros, mesmo quando está com seus “amigos”. Atinge um clímax no final da temporada.

Qual cena foi a mais difícil de filmar?
As últimas cenas na jaula. É muito difícil imaginar o que você sentiria se acontecesse de verdade e, quando você chega lá, é como tentar respirar embaixo d’água. Eu estava muito preocupada que eu pudesse perder minha voz e quebrar meu corpo. Por isso tomei especial cuidado comigo durante essas semanas.

Qual cena de YOU você prefere?
Eu gostei de muitas cenas entre Beck e Joe quando eles estavam contentes, se eles estavam tomando café da manhã ou dançando. Foi um bom descanso no meio de todos os seus debates internos.

Beck é apaixonada por livros, qual é o seu livro favorito?
Eu amo ler. Um dos meus livros favoritos é O Alquimista, de Paulo Coelho.

O gênio da série é colocar o espectador no lugar de voyeur e stalker. Você acha que todos nós temos essa parte escura em nós?
Sempre achei que todos os seres humanos eram capazes de fazer coisas tão incrivelmente boas quanto absolutamente monstruosas. Na minha opinião, nossas energias são todas compostas da mesma maneira. Então, infelizmente, eu tenho que dizer sim, nós provavelmente todos temos um lado negro em nós.

A melhor aposta de Joe para perseguir Beck é a rede social. O que você acha disso? Seu uso mudou após a série?
É muito assustador ver como é fácil para alguém encontrar onde moramos. Também me lembrou que as pessoas fazem muitas ideias preconcebidas através de redes sociais que, na maior parte das vezes, estão totalmente erradas. Joe, por exemplo, faz muitas idéias sobre Beck e as coloca em um pedestal. Eu acho que é um bom lembrete: não fique animado antes de conhecer a pessoa “na vida real”.

A série é muito cuidadosa para não culpar Beck. Ela é a vítima e não merece o que acontece com ela. Este é um aspecto importante da série?
Absolutamente. Muitas pessoas estão frustradas com Beck por causa de suas escolhas, mas no final, sua falta de cortinas não é o problema. O problema é este homem que viola sua privacidade, que espreita e mata aqueles que ele considera indignos de estar em sua vida.

Você sabia que sua personagem iria morrer desde o começo?
Eu sabia disso. Mas me chocou quando eu descobri.

Leave a Reply