46558918_224061291852331_764822858304537541_n.jpg
47078618_779099262436318_781565490304664996_n.jpg
46799338_1155164737975340_3653882254495365966_n.jpg
45700380_2061800187210968_1092983317313558083_n.jpg
45448634_263264231038596_5960423341280985088_n.jpg
ELBR046.jpg
GALERIA ATUALIZADA DIARIAMENTE! Mais fotos
12
nov 2018
Artigo  •  By  •  0 Comments

Via;
Tradução e adaptação por Elisa – Equipe ELBR;

ESTE POST CONTÉM SPOILER SOBRE O FINAL DA PRIMEIRA TEMPORADA DE YOU. VOCÊ FOI AVISADO.

YOU da Lifetime é talvez melhor descrita como o filho de American Psycho e  You Got Mail com reviravoltas. Que, neste caso, faz a estrela Elizabeth Lail ser Meg Ryan… e, como vimos no final da primeira temporada da série, uma vítima de um psicopata fidedigno, um com uma paixão por grandes obras de literatura em vez de Huey Lewis and the News.

Sim, Guinevere Beck (mais conhecida pelo nome de Beck) se foi deste mundo, tendo se tornado uma autora de sucesso não só depois de seu assassinato, mas por causa disso. O serial killer Joe (Penn Badgley) é um homem livre, pronto para atacar Los Angeles: Ele voltará para a 2ª temporada de YOU, baseado no livro de autoria de Caroline Kepnes, Hidden Bodies.

Mas e Beck? Se Beck retornará de alguma forma, precisamos esperar. Em conversa com Refinery29, a ex-atriz de Once Upon a Time fala sobre a dramática primeira temporada da série, a obsessão que todos no Universo tem com seu personagem e a verdade sobre o romance na era moderna.

YOU é baseado no romance de Caroline Kepnes com o mesmo nome; houve alguma coisa que você estava nervosa sobre a adaptação?

Fiquei muito chocada com YOU. Eu não percebi o que eu estava me metendo e como seria sujo! Eu estava curiosa sobre como eles fariam as cenas de sexo e tudo o mais na Lifetime. Não tinha certeza se seríamos capazes de fazer justiça, porque uma grande parte da história são os componentes sexuais desses personagens. Então eu fiquei intrigada. Deu tudo certo, eu acho! [Risos]

O que você acha dos fãs acharem Joe atraente, apesar de tudo que sabemos sobre ele?

Isso me faz pensar, por que somos atraídos por coisas que sabemos que são ruins? É como um vício. Joe é um tipo de vício porque ele cumpre todos esses esteriótipos românticos. Ele é o herói de algumas maneiras por causa de como ele apresenta. Eu acho que as pessoas são atraídas por isso, e elas estão torcendo para que Beck e Joe façam isso funcionar – como se fossem a quantidade perfeita de loucos um pelo outro. É a nossa condição humana que nos deixa tão intrigados com o que não podemos fazer ou o que não podemos tocar ou o que sabemos que é errado? Eu não tenho exatamente a resposta para isso, mas acho que nós é tudo muito parecido com isso.

Quanto a Beck, ela só vê o lado romântico de Joe, até que é tarde demais.

Na maioria das vezes que estamos filmando,faço parte de uma dramática comédia romântica ou algo assim. Joe é muito romântico; há uma conexão real e química real. Eu acho que se Beck não estivesse lidando com todas as outras partes ruins de sua vida, teria sido com uma rom-com para ela. [Joe] parece ter algum tipo de inteligência. Ele parece muito atraente, especialmente naquela primeira cena. Eu tendo a agir como se eu não conhecesse seus pensamentos [sombrios e perturbadores].

Por que você acha que tantas pessoas são obcecadas por Beck? Ela tem vários perseguidores durante a primeira temporada. O que a torna tão atraente?

É interessante, porque quando eu falo sobre isso em termos da série me colocar nesse papel, eu realmente não vejo isso! [Risos] Eu não acho que várias pessoas gostariam de me perseguir! E eu Acho que Beck é do mesmo jeito. Ela não sabe o valor dela. Eu realmente não acho que eles são atraídos por ela ser como, uma deusa, ou algo assim. Eu acho que eles são atraídos pelo fato de que eles realmente podem influenciá-la.  Peach [interpretada por Shay Mitchell] realmente a influencia porque Beck ainda está descobrindo qual é a sua cerdade. E, portanto, ela está agindo como se precisasse lidar com uma pessoa de cada vez [em sua vida]. Joe pensa que pode salvá-la e fazer de sua vida o que ela realmente quer que seja. Então, eu acho que é como uma dinâmica de poder da parte deles que, por acaso, Beck é, infelizmente.

O livro é contado inteiramente a partir da perspectiva de Joe, mas a série diverge para mostrar como Beck vê o mundo. Como foi interpretar isso?

Isso me deixou muito feliz porque há esse medo de ser apenas o interesse romântico. Você é bonita e existe somente pela atração e a química. Mas a esperança é sempre estar interpretando uma personagem que é um pouco mais desenvolvida do que isso, e um pouco mais significativa para a história. Temos muitas escritoras femininas, mas essa cena [quando mudamos para a perspectiva de Beck em “The Captain”] foi na verdade escrita por um homem. Achei que era importante: sinto por Beck, e acho que ela merece uma chance de ser ouvida. E isso não quer dizer que ela também veja o mundo de forma precisa. Eu acho que isso prova que nossos pensamentos nem sempre são verdadeiros.

Será que Beck fará uma aparição na 2ª temporada?

No momento, não faço parte segunda temporada, mas nem tenho certeza de que eles escreveram a segunda temporada até onde eu sei. Há sempre uma possibilidade porque Joe é psicótico, mas nesse momento eu não tenho ideia.

Leave a Reply