51508311_301245500584761_3443572033763190168_n.jpg
51356817_623950711378460_8530540118150349309_n.jpg
52682541_2484945918243663_1121877489581293568_o.jpg
ELBR011.jpg
ELBR012.jpg
ELBR010.jpg
GALERIA ATUALIZADA DIARIAMENTE! Mais fotos
25
jun 2016
Uncategorized  •  By  •  0 Comments

No início do mês no ATX Festival, tive a chance de participar de uma sessão de perguntas com Elizabeth Lail, que interpreta Amy Hughes, e Mark Indelicato, que interpreta Blair Ramos, na mais nova série da Freefrom ‘Dead of Summer’. Aqui estão cinco coisas que eles revelaram sobre a série deles:

É uma série sobrenatural/de terror

Mas isso é tudo? “Eu acho que, tecnicamente, é uma série de sobrenatural/terror, mas investiga de forma bonita a crise de identidade de adolescentes,” é como Elizabeth Lail descreveu. Mark Indelicato complementou a resposta de Lail dizendo que muito do enredo da série virá das “relações [dos campistas] uns com os outros.”

E o vilão é…

Bem, nós sabemos ao certo. Há definitivamente é um vilão ou dois, mas como diz Indelicato, “fica complicado”. O quão complicado descobrir o vilão pode ser? A questão é que “tem muitas coisas entidades”, de acordo com Lail. Ela continuou dizendo que os vilões/vilões em potencial são “o próprio acampamento, que tem vida própria”, os satanistas, e também, os conselheiros e os seus segredos – “Você pode ser o seu próprio pior inimigo.”

As coisas ficam sombrias

O que mais você poderia esperar de uma série sobrenatural/terror? Lail declarou que “só fica mais e mais sombrio.” No entanto, não perde o rumo da história. Lail explicou que “ainda é muito verdadeiro. Não é apenas sombrio ou assustador só por ser.”

[…]

Na verdade, nem os atores sabem de tudo

A medida que temporada se desenrola, haverão mistérios para tentar resolver, e até mesmo os atores não sabem as respostas para alguns deles. Eles são “deixados sem dicas na maior parte do tempo”, de acordo com Indelicato. Ele disse que os atores gostam de teorizar sobre o que está acontecendo: “Sim, nós sentamos em círculo e pensamos em teorias, que acabaram estar completamente erradas.”

Via

Tradução e adaptação por Elizabeth Lail Brasil – Não reproduza sem os créditos!

Leave a Reply